sábado, novembro 29

Espaço para o Fã !



É UM PRAZER FALAR DE PRAZERES
Homenagem de Rosineide Barros - Caruaru -PE

No palco há uma estrela a brilhar!

Basta apenas esta mulher surgir...

Então, peça a D. Sebastiana para lhe rezar,

Ao Padre Elias, venha se confessar

E com Verônica, aprender a ser feliz.


Atuando, sentimentos vai expressar.

Pois um mito ela nasceu pra ser.

Escrevendo, tem o dom de impressionar.

Dirigindo, com amor vem nos mostrar

Que do teatro ela nasceu para viver.


É um prazer falar de você, PRAZERES!

De sua garra, de seus enlevos...

E mesmo longe, onde estiveres,

Emocionarás em tudo o que fizeres,

Mostrando o seu brio ao país inteiro.


Porque Caruaru tem seus encantamentos:

Tem a Feira que é cantada em verso e prosa;

Nosso Mestre Vitalino e seus grandes inventos.

Mas, com certeza, o nosso maior talento

Chama-se PRAZERES BARBOSA.




Flávio Torres - Bezerros - PE

ESTE POEMA É UMA INSPIRAÇÃO LIVRE DA COMPOSIÇÃO “ORAÇÃO AO TEMPO” DE CAETANO VELOSO, ADAPTADA, INSPIRADA NAS OBRAS SINGULARES DA GRANDE MAESTRINA DE EMOÇÕES PRAZERES BARBOSA.


“És uma senhora tão bonita
Quanto a cara de teus personagens
O tempo comprovará
Vou te fazer um pedido
Ouça-me tempo indefinido...

Compositor de destinos
Tambor de todos os rítimos
O tempo apurou teu sabor
Entro num acordo contigo
Tempo, amigo invisível...

Por seres tão inventiva
E pareceres contínua
Tempo, tempo, tempo, tempo
És uma das deusas mais lindas...

Carta marcada no baralho sagrado da vida
Sem truques, sem defesas
Teu sorriso de Coringa
Tua pose de Damas de Copas
E tua alma de Rainha de Ouros...

Descarta de mim quaisquer tristezas
Mostrando, assim, sem pudores
Tua alma enebriada com o brilho de teu olhar
É um eterno prazer torcer por você!!!”


sábado, novembro 22


Sai de mim coisa ruim!!
Programa exibido dia 27/09/2005.


Ozinaldo (Zéu Brito), um namorando gostosinho, mas pra lá de grudento, tenta se instalar na casa de Marinete, a quem chama carinhosamente de “pochetinha”. Indignada, ela o coloca para correr, acabando com as esperanças do rapaz. Romântico e abandonado, ele argumenta que o casamento é soma de afetos. Marinete, que não está disposta a dividir sua vida e seu apartamento com ninguém, acha que o casamento é a soma de problemas.

Neucete, a mãe de Ozinaldo, chega para se instalar na casa de Marinete.

Arrasado, o cara vê num poste o anúncio que pode salvar sua vida: “Trago a pessoa amada em três dias”. Sem titubear, procura o endereço anotado no folheto. A cartomante não é ninguém menos do que Dalila, mas eles não se conhecem. A vizinha de Marinete faz uma mandinga tão eficaz que faz a diarista cair de amores. Desde então, as amigas não a vêem mais e até Figueirinha se preocupa, porque sua empregada não aparece para trabalhar. Nete só tem olhos para o amado, passa os dias lavando suas cuecas, passando suas roupas e cozinhando para ele e para a sogra, que só querem ficar sentados no sofá, em frente à TV.

Ela já chega reclamando de tudo e dando ordens para a nora.

Dispostas a ajudar Marinete a sair dessa cilada, Solineuza e Ipanema procuram Dalila. Só então é que elas descobrem o feitiço, já que nem Dalila sabia que Marinete havia sido vítima de um de seus “trabalhos”. As três, junto com Figueirinha, armam um plano para tentar livrar Marinete do feitiço. Oixcolobumlá-saipralá-jaburumzá...

Sem motivos para permanecer ali, a mãe de Ozinaldo é convidada a se retirar do recinto.

Assista ao Vídeo

Texto: Lícia Manzo, Duba Elia, Guilherme Vasconcelos e Claudia Jouvin
Redação Final: Aloísio de Abreu
Direção Geral: José Alvarenga Jr.